VUVUZELAS – Corneta barulhenta foi criação de evangélicos sul-africanos

Vuvuzelas: há cem anos ela é usada durante os cultos, como uma versão sul-africana do shofar

Quando você estiver assistindo a uma partida da Copa da África do Sul, ficar revoltado com o incessante barulho nas arquibancadas e perguntar quem inventou as vuvuzelas, já sabe a quem culpar. As famosas cornetas ensurdecedoras foram criadas por uma igreja evangélica lá do continente africano.

A primeira versão dela foi criada em 1910, por um pastor e profeta chamado Isaiah Shembe e desde então, os membros da Igreja Batista de Nazaré, fundada por ele, tocam a corneta em seus cultos. A função dela é muito semelhante ao shofar, a vuvuzela judaica.

Acontece que uma empresa inglesa resolveu patentear o instrumento em 1990, criando a versão de plástico que atualmente é a mais conhecida. E com tanta menção ao instrumento creditando um ‘falso criador’, a Igreja de Shembe resolveu por a “boca no trombone”, ou melhor, na vuvuzela.

Nesta semana, altos representantes da igreja ameaçaram entrar na Justiça caso o mal entendido não fosse desfeito. Inclusive, muitos fiéis fizeram o maior barulho (adivinha com o que?!) em frente à sede da tal empresa.

Resultado: os executivos entregaram os ‘pontos’ e anunciaram que não foram os criadores da tal corneta chata. E fim de papo, para a alegria dos sul-africanos. No entanto, não há informações se a igreja receberá alguma indenização pelo caso.

Anúncios

Uma opinião sobre “VUVUZELAS – Corneta barulhenta foi criação de evangélicos sul-africanos”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s