Arquivo da categoria: MUNDO

Notícias relacionadas à acontecimentos em outros países

A dor de quem não pode ser livre

Cristãos e a “limpeza religiosa” na Nigéria: necessitando de oração

Há muito se fala em “fazer missões”. Muito se fala no “Ide de Jesus”. Mas pouco se fala sobre as verdades de ir a uma outra cultura, a fim de fazer jus ao que o Mestre ensinou e assim aumentar ainda mais o corpo místico de Cristo, que é a Igreja do Senhor. Pessoas que entufam o peito e enchem a boca dizendo “Envia-me a mim!” talvez nem faça idéia o que essa expressão quer dizer.

Continuar lendo A dor de quem não pode ser livre

Anúncios

DOMINGO DA IGREJA PERSEGUIDA – Mais de 5.000 igrejas se cadastraram para participar

Mais de 100 milhões de cristãos em todo o mundo são proibidos de professar sua fé livremente

Neste domingo (03) é o Domingo da Igreja Perseguida (DIP), data que lembra dos cristãos que vivem em países onde o evangelho é perseguido. No Brasil, mais de 5.400 igrejas se cadastraram para participar desse evento, que é organizado pela Missão Portas Abertas. Com diversos materiais disponibilizados pelo ministério, essas igrejas poderão se mobilizar, orar e agir em favor dos cristãos que vivem em países de intolerância religiosa.

O objetivo dessa mobilização é lembrar que, em pleno século 21, cerca de 100 milhões de cristãos enfrentam hostilidade de diversas maneiras: por meio do governo, da sociedade e principalmente da família pelos simples fato de seguirem a Cristo.

O DIP acontece todos os anos fazendo campanhas de orações, divulgando e atendendo as necessidades dessas pessoas que não têm voz para lutarem contra essa violação dos direitos de crença.

Os ministérios que ainda não fizeram o cadastro para participar desse dia podem acessar o site do DIP e fazerem o download do material que poderá ser usado com os membros da igreja.

Além das orações, as igrejas podem enviar ofertas especiais para o Portas Abertas que não envia missionários, mas presta todo o apoio necessário para os cristãos que estão em países como a Coreia do Norte, Irã, Afeganistão e outros que não aceitam a pregação do evangelho.

Acesse: www.domingodaigrejaperseguida.org.br.

Fonte: Gospel Prime – www.gospelprime.com.br

 

Igrejas evangélicas crescem na França: Reflexo da crise?

Por Fábio Cavalcante*

De acordo com o Gospel Prime, a cada dia, uma nova igreja evangélica surge na França

O site Gospel Prime apresentou nesta semana uma reportagem falando sobre o crescimento de igrejas evangélicas na França. Proporcionalmente, segundo a matéria, é como se a cada dia um novo templo fosse erguido naquele país. Mas aí, surgem dezenas de especulações. Será que esse crescimento todo se deve ao fervor cristão que aumenta por lá? Ou é um reflexo da crise financeira?

Continuar lendo Igrejas evangélicas crescem na França: Reflexo da crise?

APOSTASIA: Número de jovens cristãos cai nos EUA

Por Fábio Cavalcante

Os jovens americanos, ao longo dos anos vêm, aos montes, abandonando a crença dos pais e avós

Não é apenas no aspecto econômico que o Estados Unidos, então como a maior potência do planeta, está em declínio. Pesquisas apontam que o número de cristãos, sobretudo jovens, no país vem diminuindo nas últimas décadas e, mais cedo o mais tarde, as igrejas norte-americanas serão apenas prédios abarrotados de idosos e teias de aranha.

Uma pesquisa realizada pela LifeWay Research apresentou que a proporção de americanos que se consideram cristãos tem diminuído constantemente por muitos anos. Em 1990, 86% de todos os americanos consideravam-se cristãos. Em 2008, esse número caiu para 76%.

A mesma pesquisa apresentou que 46% dos americanos não estão nem aí para a ‘eternidade’. Ou seja: que se dane se vão para o Céu ou para o Inferno. O importante é viver a vida, “encher a cara”, e ser feliz. O argumento parece bizarro, mas é exatamente o que pensam os jovens americanos, que ao longo dos anos vêm, aos montes, abandonando a crença dos pais e avós.

Dá para se ter uma idéia do porquê de essa queda de rapazes e moças bem vestidos que caminham pelas ruas com Bíblias nas mãos. Oras, em dias de internet, baladas, festas regradas a sexo e bebidas, promiscuidade e reality shows onde impera a sensualidade, quem liga para a igreja evangélica?

Mas a culpa, meus queridos, não recai somente sobre Satã e seus mordomos humanos. As igrejas evangélicas caíram no marasmo, se enveredaram por caminhos tortuosos e abraçaram doutrinas cada vez mais humanas e, acreditem, diabólicas. Culto à prosperidade, à busca pelos bens materiais e outras mazelas resultaram na queda espiritual de muitos, pois abarrotavam as igrejas pelos motivos errados.

Sem falar nas falcatruas por trás de pastores e ministros charlatões, verdadeiros mercadores da fé, que além de venderem falsas esperanças, foram desmascarados, exibidos na mídia em rede nacional, o que representou o descontentamento por parte dos mais fracos (e até dos mais fortes, por assim dizer).

O povo não precisa de teologias ou ‘visões’ sem sentido. O povo precisa de Jesus, e não é o que está sendo pregado em boa parte das igrejas

É claro que nós não devemos nos apoiar na fé alheia. Temos que ter a convicção de que acreditamos em algo bom e ficar firmes nisso. O pior é que o Brasil, que caminha para uma nação de maioria evangélica, também sofre o mesmo problema. O número de jovens ateus e agnósticos só aumenta. Muitos deles, saíram das igrejas, após anos e anos de militância cristã, já com a consciência de que ‘não há Deus’.

Por isso, enquanto as igrejas evangélicas continuarem a brincar com a consciência das pessoas, apresentando doutrinas absurdas e comportamentos ridículos, mais pessoas irão apostatar da fé, se entregando às paixões infames deste mundo. O povo não precisa de teologias, ‘visões’ sem sentido e quantidades pantagruélicas de casos de falcatruas envolvendo pastores medíocres antes metidos a ‘profetas e apóstolos’. O povo precisa de Jesus, e não é o que está sendo pregado na maioria das igrejas.

Que Deus abençoe a todos!

 

* Fábio Cavalcante é jornalista e diretor-geral do Universo Gospel Comunicações. Siga-lhe no Twitter: @Fabiocbv    

 

SOMOS TODOS GUIADOS PELO MESMO ESPÍRITO?

Por Fábio Cavalcante*

É certo que Deus ainda opera por meio de seu Espírito Santo. Mas ainda há muitas igrejas que distorcem as verdades espirituais e enganam a muitos

Primeiramente, quero deixar claro que não sou pastor. Nem evangelista, nem teólogo, missionário ou obreiro de qualquer igreja. Mas sou um seguidor de Jesus Cristo, que conhece a Bíblia Sagrada e entendo que esta é o maior compêndio de verdades absolutas que Deus nos deixou. Logo, não pretendo aqui por meio deste artigo fazer julgamentos, análises teológicas ou o que quer que seja. Quero apenas, compartilhar um pensamento.

No último domingo (13), o Brasil assistiu por meio da Rede Record de Televisão uma reportagem sobre algumas peculiaridades de algumas igrejas pertencentes ao movimento denominado Pentecostalismo. E emissora utilizou o termo “igrejas do Cai-cai”, para definir tais denominações, por conta de práticas consideradas estranhas e curiosas. Isso porque, tais igrejas costumam utilizar práticas como o “cair no espírito”, o “falar em línguas” e até as chamadas “unções de animais”. Sobre isso, veremos mais adiante.

Enfim, a reportagem, exibida no programa Domingo Espetacular, causou polêmica em todo o país, obviamente. Muitos sentiram-se ridicularizados, pelo fato de fazerem parte de movimentos assim. Outros aplaudiram a atitude da emissora, de propriedade da Igreja Universal do Reino de Deus, liderada pelo Bispo Edir Macedo. Muitos, por outro lado, perceberam que, de certa forma, algo em suas vidas estava errado e passaram a questionar se aquelas práticas, exibidas por meio de imagens de cultos em várias partes do mundo, eram legitimamente guiadas pelo “Espírito Santo” ou não.

Quero deixar claro que não vou condenar, e nem quero, as igrejas que adotam tais práticas, para eu não correr o risco de cometer blasfêmias contra o Espírito Santo. Mas é preciso considerar algumas coisas. A Bíblia é bastante enfática quanto às chamadas práticas demoníacas (I Tim 4:1). Jesus alertou que nos últimos tempos surgiriam pessoas, autodenominadas ‘servos de Deus’ e que promoveriam o engodo e práticas contrárias às Escrituras Sagradas, como falsas profecias, onde até os escolhidos do Senhor cairiam no erro (Mat 24:5, 24).

Pois bem. É salutar, e os irmãos leitores podem comprovar bem isso, há trilhões de igrejas, denominações, ministérios e núcleos evangélicos espalhados pelo Brasil e pelo mundo. Cada uma interpreta a Bíblia segundo a sua maneira. Uns acabam exagerando na dose e assim, claro, é que surgem as falsas doutrinas. Dessa forma, aparecem igrejas com práticas esquisitas, “unções” instigantes e que nos fazem parar e pensar: “Meu Deus! Isso está certo?”.

A reportagem do Domingo Espetacular mostrou algo que, há muito tempo tinha visto, e já questionava a respeito. Era certa “unção do cachorro”, em que membros de uma determinada igreja no exterior, rolavam pelo chão, engatinhavam e até uivavam ou latiam, em uma estranha atribuição espiritual. Como eu disse, não quero julgar quem assim pratica mas, considero que algo assim é no mínimo estranha, já que Deus nos fez à sua imagem e semelhança, com a autoridade de dominar sobre os animais (Gn 1:26) e logo, um ser humano se resignar à condição de um cão parece algo absurdo. Mas deixo a missão de analisar isso à luz da Bíblia para os teólogos, profetas e afins.

O que posso dizer a respeito é que, não tenho dúvidas disso, existem muitas igrejas que agem como se estivessem de acordo com a Bíblia. Crescem de forma estrondosa, ludibriando pessoas inocentes e fragilizadas, transmitindo ideias absurdas aos fiéis, e estes, por não conhecer a Palavra de Deus, acabam tendo aquilo como verdade absoluta. Poucas igrejas são como os crentes de Bereia, mencionados como pessoas nobres e que consultavam nas Escrituras o que os apóstolos falavam (At 17:11,12). E não há outra forma de saber como identificar uma falsa doutrina de uma doutrina verdadeira. Basta ler as Escrituras Sagradas, estudá-las e praticá-las.

Não tenho dúvidas de que Deus concedeu aos seus filhos muitos dons espirituais. E há muitas coisas nas igrejas que, podem até parecer estranhas aos olhos de leigos, mas Deus está ali presente. Prova disso é que, quando o Espírito Santo desceu pela primeira vez sobre os filhos de Deus, aqueles que não entendiam o agir de Deus pensaram que os discípulos estavam bêbados (At 2:13). E o Senhor nos deu o dom do discernimento, para fazer um paralelo entre o que é de Deus e o que não é. Se você ainda não tem esse dom, ore e peça a Deus que lhe conceda e assim, possamos estar sempre de ‘olhos abertos’.

Culto em uma igreja do ramo Pentecostal: ênfase em orações mais emotivas e no falar de 'novas línguas'

Acredito que a matéria de Rede Record serviu para esclarecer muita coisa, mas também foi utilizada de má fé, como forma de atacar as igrejas evangélicas do ramo Pentecostal. Concordo com a afirmação do pastor Silas Malafaia (veja vídeo abaixo), ao declarar que a reportagem foi uma arma utilizada pelos líderes da Igreja Universal para massificar seus fiéis e impedir que estes deixem a denominação e sigam para outras. Desespero, medo de perder a principal ‘fonte de renda’, que lhes permitiu criar patrimônios, como empresas de comunicação. Mas isso já é outra história…

Por isso irmãos, ao invés de ficarmos traçando paralelos entre o que é o certo e o que é errado, sigamos a Bíblia. Sigamos o exemplo de Jesus, que não cometia absurdos espirituais, mas a mensagem dele atingia a muitos, como atinge até hoje. Sigamos o exemplo de Paulo, homem íntegro e que, na opinião desse articulista, foi um dos homens mais sábios que a história já teve. E, espiritualmente falando, não há indícios que tenha cometido absurdos. Sigamos a Palavra de Deus, observando cada versículo e guardando as mensagens em nossos corações, para não cometermos nenhum delito contra o grande Deus YHWH (Sal 119: 11). Que Deus abençoe a todos!

* Fábio Cavalcante é jornalista e diretor-geral do Universo Gospel Comunicações. E-mail: fabio.cbv@hotmail.com e fabiocavalcantebv@yahoo.com.br.

Reportagem da Rede Record sobre o movimento Pentecostal:

Resposta dada pelo pastor Silas Malafaia sobre a reportagem da Record: